quinta-feira, 31 de janeiro de 2013


Pink Floyd - Wish You Were Here 




quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

"E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos
desfalecido." - PAULO. (Gálatas, 6:9)
Confia em Deus.
Aceita no dever de cada dia a vontade do Senhor para as horas de hoje.
Não fujas da simplicidade.
Conserva a mente interessada no trabalho
edificante.
Detém-te no "lado bom" das pessoas, das situações e das coisas. 
Guarda o coração sem ressentimento.
Cria esperança e otimismo onde estiveres.
Reflete nas necessidades alheias, buscando suprimi-las ou atenuá-las.
Faze todo o bem que puderes, em favor dos outros, sem pedir remuneração.
Auxilia muito.
Espera pouco.
Serve sempre.
Espalha a felicidade no caminho alheio, quanto seja possível.
Experimentemos semelhantes conceitos na vida prática e adquiriremos a luminosa ciência de ser feliz.
Chico Xavier - Emmanuel
Retirado do site: http://www.mensagemespirita.com.br/mensagem-em-video/118/para-ser-feliz-chico-xavier

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Cavalo de Guerra




Assisti domingo o filme "Cavalo de Guerra" uma história linda de amizade, de amor e respeito entre o jovem Albert e Joey (cavalo). Eu amei o filme, muito linda a história, emocionante. Minha filhinha de 6 anos assistiu com a gente e não conteve as lágrimas, assim como eu.
Vale a pena conferir.

Traler - Cavalo de Guerra




Amor é exatamente isto!


Amor...

É tão bom saber que temos uma pessoa na nossa vida que nos compreende, que nos alivia, nos ensina, demonstra carinho e amor de uma forma tão sutil que chega a ser quase invisível  mas que você sabe que o amor está ali guardadinho, em segredo, para ser revelado sempre nos momentos mais oportunos de nossa vida.

É bom demais ter você ao meu lado, sempre me apoiando, me compreendendo, suportando até as minhas chatices e TPM, sei o quão difícil isso seja para você. 

Obrigada por existir em minha vida, por estar por perto em todos os momentos, pelos incentivos, pelas muitas alegrias e pelas verdades que as vezes preciso ouvir.

É bom demais ter você comigo, sempre.

Amo-te, infinitamente.


Together Forever, you and me.

Veridiana Mota




"Quando você me abraça o mundo gira devagar..." 
Pitty (Equalize)






sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Ontem assisti um filme que me fez pensar em como nos acostumamos com as coisas erradas que acontecem; em como nos acostumamos com as cenas de violência cotidiana e assistimos de forma passiva em frente a tv; diariamente nos deparamos com um pedinte na rua, com uma criança nos semáforos, com a prostituição infantil, com a corrupção, com o trabalho infantil, com as filas de hospitais que dobram as esquinas, com pacientes morrendo sem ao menos conseguir dar entrada nos hospitais; são tantos os fatos: são as guerras, o tráfico, os desaparecimentos, a violência, o abandono, a miséria. Até que ponto somos indiferentes a tudo isto? Até que ponto também fotografamos visualmente todos os dias cenas que também nos indignam e não fazemos nada? Será que realmente somos tão diferentes destes repórteres de guerra, que assistem tudo e não fazem nada? Pelo menos eles vão lá se arriscam, fotografam tudo e mostram que aquilo existe sim, que acontece, mesmo que numa realidade distante. E nós? Fazemos o que quando nos deparamos com cenas tão tristes e fortes quanto estas?

Kevin Carter, quando questionado sobre o que aconteceu com a criança depois da foto, sobre sua atitude com relação aquela situação, caiu em si sobre a dureza da realidade e não aguentou viver com isso, cometendo tempos depois o suicídio. 

Este filme foi baseado em uma história real.

Foto de Kevin Carter


Repórteres de Guerra
Em 1993 uma foto chocou o mundo: mostrava uma criança sudanesa prestes a morrer, curvada, e próximo a ela, um abutre, esperando pacientemente sua presa. A fotografia, batida pelo fotógrafo sul-africano Kevin Carter, recebeu um Pullitzer no ano seguinte.  Mas fez surgir também questionamentos sobre a atitude de Carter após a conclusão do trabalho: será que ele deveria ter feito alguma coisa para ajudar a criança? A situação o levou, tempos depois, a cometer suicídio. Ele fazia parte de uma equipe de fotógrafos, composta também por Greg Marinovich, João Silva e Ken Oosterbroek e que ficou conhecida comoThe Bang Bang Club, devido a coragem e ousadia demonstradas na realização de seu trabalho na África do Sul. O grupo cobriu as primeiras eleições livres daquele país, após o fim do regime de Apartheid. O filme, dirigido por Steven Silver é baseado no livro The Bang Bang Club, escrito por Greg e João Silva. Somos apresentados à dura realidade dos fotógrafos que trabalham na zona de guerra, destacando-se a frieza dos profissionais, em alguns momentos, frente às difíceis cenas de violência presenciadas. O longa mostra também a triste situação da população local que conviveu com os conflitos durante muito tempo. Repórteres de Guerra, em alguns momentos, lembra um documentário. Característica bem conveniente, principalmente para as cenas dos conflitos. Ponto positivo para o diretor que já realizou alguns documentários e que foi premiado por seuThe Last Just Man. Enfim, uma boa opção para quem gosta de filmes denúncia, que retratam de maneira convincente a realidade.



Se você ainda não assistiu vale a pena conferir este filme. Veja o trailer.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Amor I Love You

"Tinha suspirado, tinha beijado o papel devotamente! Era a primeira vez que lhe escreviam aquelas sentimentalidades, e o seu orgulho dilatava-se ao calor amoroso que saia delas, como um corpo ressequido que se estira num banho tépido; sentia um acréscimo de estima por si mesma, e parecia-lhe que entrava enfim numa existência superiormente interessante, onde cada hora tinha o seu encanto diferente, cada passo conduza a um êxtase, e a alma se cobria de um luxo radioso de sensações."


Trecho declamado por Arnaldo Antunes na música "Amor I Love You", retirado de "Primo Basilio" - Eça de Queiroz.



Nós




Não importa o que aconteça
Temos um ao outro
E isso é tudo



Veridiana Mota

10/01/2013 08:10

terça-feira, 8 de janeiro de 2013



Com você


Sentir você
Ter você Aqui
Me anima
Me enlouquece
Me aquece
Quero você
De qualquer maneira
Sorrindo
Calado
Bravo comigo
Indiferente
Vivo
Aqui
Sempre comigo


B. Portinari
08/01/2013 - 17:08hs

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Um dia




Gente ontem assisti novamente o filme "Um Dia". Uma linda comédia romântica. 
Dexter e Emma se conheceram em 15 de julho de 1988, no dia de suas formaturas, e desde então passaram a se encontrar sempre na mesma data, criando uma linda e duradoura amizade. Apesar dos caminhos diferentes por ambos percorrido, sempre havia algo que os unia. E assim nasceu um sentimento que se confundiu por muito tempo, afinal o que sentiam era um grande amor ou apenas uma grande amizade?
Vale a pena conferir e assistir esse lindo filme. São inúmeras lições.
Eu me apaixonei pelo filme, e claro chorei um bocado, hahahaha!

Segue o trailer retirado do site https://www.youtube.com/watch?v=3C1dSEK27L0










sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Inspiração...



Ver o velho
Com os olhos do novo
Esperar
Acreditar
Que tudo possa mudar
Renovar
Recomeçar

E assim,
Talvez assim
Faça sentido
Continuar



Veridiana Mota
04.01.2013 11:45hs
Novo

O que esperar do novo de novo?
O de sempre
O que já era velho
Quem sabe recortado
Redesenhado
Costurado
Com lantejoulas douradas
Dando um novo significado
A quem está do lado
Se bem que...
Talvez...
Nada disso importe
Sonhos distantes
Velhos hábitos
Sorrisos entrecortados
Algo que se perdeu
Mas que sim, continua lá
Guardado, acorrentado
Precisando de algo novo
Para acontecer


Veridiana Mota
04.01.2013 11:24




E tudo que transborda
Vem do coração...

Mesmo que seja em vão


Veridiana Mota
04.01.2013  11:15

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013


Linkin Park Leave Out All The Rest







Quando minha hora chegar esqueça os erros que cometi
Ajude-me a deixar pra trás algumas razões que deixem saudades
Não fique ressentida comigo, quando se sentir vazia
Mantenha-me em sua memória, deixe de fora todo o resto
Deixe de fora todo o resto



"Sentir..."


"Inspira-me..."


Somos apenas o que nos propomos a ser...
Um ser apenas...
Não adianta entender

Nascer, crescer, morrer e voltar a ser
Apenas um SER.



Veridiana Mota
03.01.2013 16:15 hs

Difícil desenhar o que há em meu coração
Mais difícil ainda é entenderes o que não tem explicação...

Degraus levam-me até você

Só isso...





Veridiana Mota
03.01.2013 16:00hs

Feliz 2013 B. Portinari


Foto retirada do site: http://www.crochetdepalavras.blogspot.com.br/


Calculando o tempo
Todos os momentos
Subindo e descendo
Indo e vindo
Não tenho como descrever
A mesa antiga
O café quente
Tudo tão igual
E ao mesmo tempo tão diferente
As mesmas pessoas
Os mesmos sorrisos
As mesmas histórias
E ainda assim
Tudo mudou
Nada como era antes
Até a mesa traz novas marcas
O café talvez um pouco mais doce
Eu não sei em que parte tudo ficou para trás
Ou em que parte guardei tudo
E aos poucos vou tirando os guardados
Um a um
E revivendo cada momento
Antigo como se fosse novo
Me aproveitando da saudade
E de tudo que ficou

Veridiana Mota
03.01.2013 15:26

E de repente ao som de Radiohead (Creep) Beatriz Portinari resolve aparecer e desenhar as primeiras palavras do ano.